Susto


Photo by Faith Enck

O inverno estava começando, e tirar os moleques da cama ficava cada vez mais difícil. Mas, ela não lhes atendia as manhas e os apressava para ficarem arrumados no tempo certo. O mais velho ia com ela para a escola, o mais novo com o pai nas entregas de leite.

O "Dim" (diminutivo de gordinho, apelido dado pelo irmão mais velho ao mano) adorava segurar os litros de leite que o pai cuidadosamente media, e colocá-los nas portas das casas.

Lá pela metade da entrega, o pai pediu ao filho que levasse um litro numa casa do outro lado. O garoto saiu do jipe e atravessou a rua, despreocupadamente. Em fração de segundos, surge do nada outro jipe: o da polícia municipal, e atropela o moleque!

O pai só conseguiu ouvir o barulho do impacto do carro com o garotinho. Mas, antes que ele pudesse se desesperar, viu "Dim" se levantando do chão... Ele segurava com toda a força o litro de leite, sorridente pela vitória de não tê-lo deixado quebrar...

O policial pediu mil desculpas, e erguia as mãos para os céus agradecido pelo menino ter saído sem um arranhão sequer. Para compensar, pagou para Dim o sorvete que ele quisesse.

O pai o ensinou a olhar para os lados ao cruzar uma rua, mas não antes de abraça-lo muito, muito.

Depois que o policial se foi, sussurrou para "Dim":

"Vamos contar para a mãe só amanhã, tá bom?"

Comentários

Postagens mais visitadas